Birdman: uma conquista suave

Hoje, vou falar de Birdman aclamado pela crítica e ganhador do Oscar por melhor filme, diretor, fotografia e roteiro.
O enredo narra a luta de um ator (Micheal Keaton) para se livrar do estigma do personagem que o consagrou como celebridade: Birdman.
Para deixar de ser rotulado,  ele dispensa fazer um novo filme e se lança a aventura de fazer uma peça na Broadway. 
Para isto, ele vende casa, junta as economias,  dirige, produz e interpreta no espetáculo "Do que Estamos Falando Quando Falamos de Amor", de Raymond Carver.
No filme, você acompanha um ator acabado, com as rugas do tempo no rosto tentando provar que sabe atuar. Ele é desacreditado pela crítica que não aposta no seu talento.


Filmado dando a impressão de apenas uma sequência sem cortes, há momentos que o cenário sufoca o telespectador. É claro que o premiado diretor Alejandro Gonzalez Iñarritu usa deste artificio de propósito, para que tenhamos a mesma sensação daquele homem que ao chegar no final da carreira tem que começar tudo de novo para provar a si mesmo que sua vida valeu a pena.


Ele também tem que conviver com a filha (Emma Stone) recém saída de uma clínica de reabilitação. Ela provoca nele uma sensação permanente de ter sido um fracasso como pai. É muito engraçado vê-la durante boa parte do tempo escrevendo em um rolo de papel higiênico, uma terapia para se livrar das drogas.
O filme é muito bom, mas não é daqueles que você ama logo de início e também acredito que você não se apaixonada por ele da primeira vez em que assiste.
Para gostar de Birdman você tem que se relacionar cautelosamente com a tela do cinema e sentir devagar o que cada cena representa para você. 


Para mim, Birdman mostra que para chegar ao final da vida com um sentimento de dever cumprio você precisa educar bem seus filhos para que eles possam enfrentar a vida sem usar de subterfúgios como a droga e a bebida e também não deve se contentar em ficar boa parte da sua existência em apenas um lugar, ou papel, precisamos de diversidade para sermos felizes, mesmo que esta diversidade não venha acompanhada de grandes aquisições financeiras.



Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Primos Pandas

Este espaço é compartilhado por dois primos apaixonados em livros, jogos, séries - filmes - animes, comida boa e diversão. Gostam muito de desenhar nas horas livres e estudar. Ambos sonham viajar o mundo e compartilhar com as pessoas as boas experiências.

    Blogger Comment
    Facebook Comment

11 comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Eu não entendi muito bem o post, talvez seja porque não é do meu interesse. Mas algo me chamou a atenção. O jeito que o "Birdman" venceu a vida com um sorriso no rosto, com uma conquista no coração e uma chave para a vitória :D!

    http://desencaixados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Já ouvi alguma coisa a respeito deste filme mas nunca parei pra ler uma sinopse, me pareceu bem interessante o enredo, imagino a batalha do personagem para se livrar do estigma de Birdman. E como a Tata Werneck que vai ser sempre lembrada como a Valdirene (piradinha)rsrsrs

    Bjin e até mais...

    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Já ouvi falar muitas coisas a respeito desse filme, parece ser aquele tipo de filme que faz o telespectador refletir. Por enquanto, não estou em um momento para esse tipo de filme, estou procurando os mais levinhos. No entanto, mais para frente com certeza verei, valeu pela dica!

    Beijos,
    Andy!
    http://quotesperdidos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Saudações literárias! Ainda não tive oportunidade em ver o filme, tanto que na entrega do Oscar estava torcendo para o Sniper Americano (levou só uma estatueta) #chateado. Sou fã do ator desde a época em que ele interpretou Batman. Seu post está bem escrito e com uma qualidade impar. Vou aproveitar e assistir esse filme agora no final de semana.

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar desse filme, ele é bem aclamado mesmo.
    Mas apesar da história ser bem interessante não faz meu estilo.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?
    Já havia ouvido falar de Birdman (e muito, até pq né...), mas nunca havia me interessado. E, apesar de ter gostado da sua resenha e do que você falou sobre o filme, ainda não me interessei.
    Pois parece ser aquele tipo de filme que, apesar de bom, é chato e cansativo, e você só gosta dele depois que ele acaba (coisa que tu vieste a afirmar no teu texto).
    Então, realmente, só assistiria em falta de mais opções.
    Beijos,
    http://www.quinzeinvernos.com/

    ResponderExcluir
  7. Já tinha ouvido falar do filme, mas ele não me chamou nem um pouco a atenção. Até fiquei me perguntando o por que já que ele ganhou tantos premios e tem tantas crítcas boas.
    Acho que é por não ser meu tipo de filme. Ler sua resenha me fez pensar em dar mais uma chance e tentar assistir o filme - vai que agora eu consiga ver o enredo com outros olhos e curtir, não é mesmo?
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  8. Oieee, tudo bom?? Já ouvi falar muito desse filme, inclusive bem, mas nunca tive curiosidade em assistir. Acho esses filmes meio parados, mas assim que tiver uma oportunidade vou assistir pois não é justo julgar "um livro pela capa" não é mesmo? Bjosss


    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi! Não é o tipo de enredo que me interessa, mas parece ser um filme bom (afinal recebeu até oscar!) Mas gostei muito da sua resenha, parabéns!

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Meu noivo assistiu Bridman e achou um filme muito bom. Tenho amigos que também assistiram e acharam incrível! Eu ainda não assisti, mas tenho muita curiosidade em ver, ainda mais com tantos elogios.
    Espero assistir em breve. :)
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Não conheço, mas sua resenha me deixou bem interessada. Hoje em dia as pessoas querem fama, dinheiro fácil, mas acabam esquecendo de ter o principal, educação. Educar os filhos e ser alguém na vida são coisas que requerem tempo e muita dedicação. Gostei da premissa do filme!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir